Aplicação de
ozônio em
bebidas

Nas indústrias de bebidas, a aplicação de ozônio mais comum é no tratamento e potabilidade de água que será usada como ingrediente ou no processo de lavagem e desinfecção.

A água é um ingrediente chave na indústria de bebidas pois desempenha um papel fundamental em muitos dos métodos comuns de processamento de alimentos e operações unitárias (como imersão, lavagem, enxágue, branqueamento, aquecimento, cozimento, pasteurização, resfriamento, congelamento, câmaras frias, caldeiras, produção de vapor, equipamentos usados para limpeza, rinse de embalagens, saneamento e desinfecção).

A eficácia do ozônio para a reutilização das águas de condensados (ou de processos de limpeza) que seriam descartada no meio ambiente é viável e fundamental para o meio ambiente. Isto porque, o ozônio quando aplicado na água condensada de processos industriais ou lavagem e sanitização de processos melhoram suas características físicas, químicas e microbiológicas podendo inclusive ser reutilizada em muitos processos de forma segura pelas indústrias de bebidas.

Sendo assim, ozônio pode, e deve ser usado para tratamento de água e efluentes de indústrias de bebidas e também atingir diversos outros objetivos: através de ações para redução de micro-organismos (vírus, bactérias, fungos, ácaros, helmintos e protozoários).

Em vinhos, a aplicação de ozônio diretamente na bebida ajuda a acelerar seu envelhecimento, melhora sua cor, aroma e na sua fabricação evita turbidez e refina o bouquet, permitindo a seu armazenamento por um tempo maior. Também pode ser utilizado na desinfecção de garrafas e tonéis de madeira e tubulações e bombas e válvulas por onde passa a bebida. Motivos que fizeram as maiores vinícolas do mundo a adotarem esta prática.

A estocagem de leite, sucos, cervejas e refrigerantes pode ser aumentada pelo ozônio, evitando sua deterioração. A esterilização de água, necessária a produção de bebidas, é importante devido à crescente demanda de água de boa qualidade.

Muitas indústrias utilizam águas proveniente de de poços artesianos são usadas na produção de refrigerantes, cervejas, sucos e outras bebidas. Embora perfeitas nos requisitos biológicos, (sabor, odor) elas podem apresentar uma indesejável cor marrom clara proveniente do solo e que pode ser retirada pelo ozônio. O principal requisito é a retenção, durante o período de 4 a 8 semanas, entre o envaze e o consumo. O ozônio provou ser o mais eficiente método para esterilização, sendo mais eficiente que processos convencionais usados previamente como UV, irradiação, tratamento com cloro, prata e filtragem.

O ozônio também é usado em laticínios para evitar a sua deterioração. Tal esterilização ajuda a aumentar o tempo de estocagem. Em cervejarias e laticínios, o ozônio pode ser usado com vantagem, na desinfecção de tanques, tubulações, filtros, válvulas, embalagens, ambientes e equipamentos, pois tem um excelente resultando na remoção de biofilmes em tubulações sem necessidade de enxágue.

Se existirem resíduos fenólicos, e for usado cloro, eles serão transformados em clorofenóis que possuem sabores e odores intoleráveis para as cervejas, isto não acontece com o ozônio. O ozônio cria pontos de especial interesse para fabricantes de cervejas e outras indústrias de bebidas, porque ele representa um biocida sem resíduos persistentes ou tóxicos.

  • Pontos Principais:
  • Utilizado principalmente nas indústrias de leite, água mineral, produção de vinho, suco, cerveja, e refrigerantes;
  • Ozônio é o mais eficiente método para esterilização;
  • Ideal para esterilização de água e rinse de embalagens.